Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Celina Por Aí

Viagens, dia-a-dia, moda, entre outros. Celina Por Aí é de tudo um pouco.

Celina Por Aí

11.05.22

Sobre o último hotel onde estive...


Celina

Recentemente fiz uma viagem e desta vez decidi não realizar a reserva pelo Booking ou pelo site Hoteis, como o hotel que eu escolhi tinha site eu decidi reservar diretamente por ele, até porque era mais barato e claro que não iria deixar de experimentar algo novo sendo que estaria a poupar algum dinheiro.

O processo de reserva foi bastante simples e as condições eram parecidas às que habitualmente os sites Booking e Hotéis oferecem, principalmente ao nível do cancelamento gratuito (pelo que entendi quem faz muitas reservas acaba por ter direito a alguns benefícios, mas como era a primeira vez nem liguei muito a isso pois não iria ter direito a nada).

O facto é que queria experimentar para ver como funcionava. Gostei quando descobri que tinha check-in online, segundo o site, poderia inserir os dados do cartão do cidadão, nome, etc... para que o processo de check-in na chegada fosse mais rápido, isto é, era só obter o cartão do quarto. Confesso que fiquei entusiasmada pois nunca tinha visto nada assim sendo que até hoje só utilizei Booking e Hoteis.

Para minha desilusão, nao foi bem assim... Quando cheguei ao hotel, já com o processo de check-in todo realizado, o senhor pediu o meu cartão do cidadão, pensei que seria para confirmar, pois eu poderia ter mentido naquele formulário de check-in, mas não, não foi. Ele copiou os dados do cartão e questionou outras informações que eu já tinha preenchido no formulário, como por exemplo o número de contribuinte que além de já ter preenchido no formulário para emissão de fatura, estava no cartão de cidadão que ele possuía na mão, se era para confirmar os dados então confirmou tudo até ao último pormenor e o processo de check-in no hotel tornou-se normal, igual aos outros, não foi mais rápido como indicavam.

Aquando do check-out questionei pela fatura, disseram-me que como a reserva tinha sido realizada através do site, a fatura seguia para o email indicado. Pela primeira vez vi utilidade em fazer o check-in online. Só havia um problema, é que indiquei o número de contribuinte e quando recebi a fatura no meu email ela estava como consumidor final... liguei para o hotel e rapidamente emitiram uma nova fatura com o meu número de contribuinte, que tive que fornecer no momento, pois não havia nenhum número de contribuinte associado à reserva no sistema. Dado que eu tinha realizado o check-in online onde preenchi o número de contribuinte e no check-in presencial também me foi questionado, no momento de emitir a fatura, esse valor desapareceu.

Bem sei que os sistemas não são perfeitos...

A estadia correu bem? Dentro do possível... só forneciam toalhas de banho, uma para cada pessoa, de rosto nem vê-las. A Internet era caótica quando havia muitas pessoas no hotel. Ar-condicionado? Funcionava só quando lhe apetecia.

Enfim, foi de longe o melhor hotel onde eu já estive. Porque é que o escolhi? Por causa do estacionamento. Talvez o carro tenha ficado bem melhor do que eu

Mais um desabafo aqui no blog.

Beijinhos *